"Não escolhemos vir ao mundo, mas temos o direito de escolher onde viver a eternidade."
17
abr2009

Revolta da Fé

15
abr2009

Quando a Fé não Funciona

12
abr2009

Alma x Espírito II

Somente o novo nascimento dá direito a novo coração. Ezequiel 11.19 e 36.26

O fracasso espiritual está relacionado à prática da fé emotiva.

Sabe de uma coisa: a fé emotiva estimula a covardia e a timidez. Não se consegue praticar a Palavra de Deus. Mas a fé racional é corajosa e sacrifica para fazer a vontade de Deus.

Não saber separar o lado emocional do espiritual tem efeito desastroso na vida cristã.

E porque Deus é espírito não se pode confundir adoração emotiva da adoração em espírito.

Adoração emotiva envolve pura emoção. As pessoas choram, fazem juras de amor e se rendem às paixões da fé sensacionalista regada pela música apelativa. A emoção é tão acentuada que até já inventaram o tal de “ministério de louvor”. O próprio nome já é  uma aberração.

Na adoração em espírito ou espiritual o intelecto funciona em concordância com a Palavra de Deus. Veja exemplos no livro de Salmos.

Paulo não disse: sinto em Quem tenho crido. Mas disse sei em Quem tenho crido. 2 Timóteo 1.12

Duas palavrinhas que distinguem bem a diferença entre o culto emotivo e o espiritual.

Na comunhão de fé racional há duas coisas em destaque: reconhecimento sincero da Grandeza de Deus e cobrança de Suas Promessas. Trata-se então de adoração em espírito e em verdade.

Os nascidos da carne não têm esse discernimento porque se deixam levar pelas emoções.

Porque a palavra de Deus é viva, e eficaz, e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até ao ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e propósitos do coração. Hebreus 4:12

10
abr2009

Alma x Espírito

Deus é espírito.

Se fosse corpo Seu canal de comunicação com a humanidade seria física, a exemplo de quando Jesus esteve aqui. Se fosse alma Seu canal de comunicação com a criatura humana seria de Alma para a alma.

Como Ele é espírito, Sua comunicação está restrita apenas no campo espiritual. Isto é, do Seu Espírito para o espírito humano e, pela fé, do espírito humano para o Espírito de Deus.

Isso obriga o ser humano usar o intelecto para comunicar com Deus, separando assim seus sentimentos. A fé nada tem a ver com sentimentos, mas com a convicção de que Deus irá fazer o que prometeu que faria.

A grande maioria “crente” é possuída de espíritos enganadores justamente porque tem se envolvida com a fé emotiva. Isso acontece porque nunca nasceu do Espírito. “Sente” a presença de Deus na igreja mas, ao sairem dali, continuam caídas na fé, desanimadas e pensando em desistir.

Alcançar milagres, ter aceitado Jesus e reunir conhecimentos bíblicos não significam o novo nascimento.

A fé sobrenatural está relacionada à razão e não às emoções ou sentimentos!

A carne milita contra o Espírito e vice-versa. Biblicamente a carne é símbolo do coração corrupto.

Lembra a fala do Senhor a respeito dele?

…do coração procedem maus desígnios, homicídios, adultérios, prostituição, furtos, falsos testemunhos, blasfêmias. Mateus 15.19

6
fev2009

Guerra da Fé – II

Um dos lemas no Exército é que o soldado está acima do tempo. Por isso ele não pode usar guarda-chuva  quando está em serviço. E mesmo na paz o soldado tem de estar preparado como se estivesse na guerra.

Na guerra não há qualquer tipo de emoção, amor, sentimentos familiares, pena ou coisa semelhante. Não há compaixão: Se não matar, morre!...

Será que na guerra pela salvação da alma é mais fácil?

Não, não é!...

De um lado temos o cristão lutando pela sua alma. Lutando contra si mesmo, contra o mundo e contra o inferno para manter-se salvo. Do outro há o diabo usando todos os recursos disponíveis da mentira, toda sujeira, engano, injustiça e tudo o mais que não presta para recuperar a alma perdida. Some-se a isso seus aliados na mídia, amigos inimigos, parentes, pessoas íntimas, IRMAUS, etc.

Se o cristão usar qualquer arma do diabo para enfrentá-lo, tal como o engano, a mentira, e obras da carne em geral… vai perder a guerra e até a salvação!

Na guerra contra as trevas temos que andar na Luz, já que nela as trevas não chegam.

Não há trégua na guerra da salvação. Pelo menos da parte do mal. Nem pode haver da parte do cristão!

Vigiai e orai… Todo o tempo!

Na guerra da fé a lei é: ou vence ou é vencido!

Por isso o Senhor adverte que o Reino dos Céus é tomado por esforço, e só os valentes se apoderam dele. Mateus 11.12

Palavra Amiga
Idiomas
Pesquise outros posts
Clique em curtir e seja um Fã no Facebook
Assine nossa newsletter!
Cadastre-se e receba diariamente todas as novidades do blog:
* obrigatório
Universal.org
Siga-me no Twitter
Canais Oficiais
Ganhe almas! Divulgue no seu site
 
O pão nosso para 365 dias
arcacenter.com.br
Últimos Comentários
www.bispomacedo.com.br - © Copyright 2014 - Blog do Bispo Edir Macedo