"Não escolhemos vir ao mundo, mas temos o direito de escolher onde viver a eternidade."
28
abr2010

Engolindo Sapo

1

“O que é andar no espírito?” Perguntou ela. Tratava-se de uma jovem que havia acabado de chegar à igreja e que ainda não estava familiarizada com algumas expressões. Então, o pastor lhe respondeu: “É estar no espírito da fé.” Ela balançou a cabeça, fazendo-o acreditar que havia entendido a sua simples e, ao mesmo tempo, difícil explicação. Ainda confusa, foi para casa e orou, mas nada aconteceu.

Um dia, uma colega de trabalho mentiu a seu respeito e a deixou em apuros com a gerência. Ela ficou tão frustrada que pegou seus pertences e, sem pedir permissão a sua chefe, simplesmente foi para casa mais cedo. Ainda no ônibus, chorava e se perguntava por que Deus havia permitido que tudo aquilo lhe acontecesse; afinal de contas, estava sendo fiel a Ele nos últimos dois meses, que foi quando se convertera. Tudo o que conseguia ouvir em seu coração era “Ande em espírito…”

“Mas, Senhor, como posso andar em espírito se eu não sei o que isso significa?” Foi aí que, sem palavra alguma, Deus falou-lhe com clareza. Ela precisava andar em espírito quando a caminhada fosse difícil, ou seja, tinha que desagradar a sua carne e obedecer à voz da fé. Então, ela desceu do ônibus, voltou para o trabalho e pediu desculpas a sua chefe pelo mau comportamento, que ficou impressionada com sua atitude e resolveu desconsiderar todas as mentiras. Ela não apenas mostrou a sua chefe quem realmente era como também foi promovida, tornando-se gerente.

Isso é o que acontece todos os dias com pessoas que “andam em espírito”. Problemas vêm para todas nós, mas se não tivermos o hábito de usar a nossa fé para combatê-los, usaremos as nossas emoções que sempre causam problemas ainda maiores. Por exemplo, quando o marido diz algo que você não gosta e você responde do mesmo jeito, dando início a uma briga, ou quando você descobre que alguém fez uma fofoca a seu respeito e, sem pensar duas vezes, você decide tirar satisfação com todas as pessoas envolvidas multiplicando a fofoca ainda mais. Ou então, quando você faz um escândalo em público por causa de um péssimo atendimento ao consumidor.

Andar em espírito é um compromisso diário. Quando estamos no espírito, agimos de maneira diferente das outras pessoas, como se fôssemos intocáveis e muito superiores para, nos envolvermos com as coisinhas desse mundo. Aprendemos a engolir alguns sapos e a ignorar determinadas coisas e seguir em frente.

Pessoas que andam em espírito estão sempre no controle de suas emoções. Aquelas que estão no espírito também andam em espírito. Por isso, se você está no espírito, ande em espírito.

Cristiane Cardoso

12
abr2009

Alma x Espírito II

Somente o novo nascimento dá direito a novo coração. Ezequiel 11.19 e 36.26

O fracasso espiritual está relacionado à prática da fé emotiva.

Sabe de uma coisa: a fé emotiva estimula a covardia e a timidez. Não se consegue praticar a Palavra de Deus. Mas a fé racional é corajosa e sacrifica para fazer a vontade de Deus.

Não saber separar o lado emocional do espiritual tem efeito desastroso na vida cristã.

E porque Deus é espírito não se pode confundir adoração emotiva da adoração em espírito.

Adoração emotiva envolve pura emoção. As pessoas choram, fazem juras de amor e se rendem às paixões da fé sensacionalista regada pela música apelativa. A emoção é tão acentuada que até já inventaram o tal de “ministério de louvor”. O próprio nome já é  uma aberração.

Na adoração em espírito ou espiritual o intelecto funciona em concordância com a Palavra de Deus. Veja exemplos no livro de Salmos.

Paulo não disse: sinto em Quem tenho crido. Mas disse sei em Quem tenho crido. 2 Timóteo 1.12

Duas palavrinhas que distinguem bem a diferença entre o culto emotivo e o espiritual.

Na comunhão de fé racional há duas coisas em destaque: reconhecimento sincero da Grandeza de Deus e cobrança de Suas Promessas. Trata-se então de adoração em espírito e em verdade.

Os nascidos da carne não têm esse discernimento porque se deixam levar pelas emoções.

Porque a palavra de Deus é viva, e eficaz, e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até ao ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e propósitos do coração. Hebreus 4:12

14
set2008

O bispo responde – Entendendo Encontro com Deus

A cada semana, vou estar selecionando um e-mail que possa ser a dúvida de muitos e respondendo em meu blog.

falecom@bispomacedo.com.br

Obs: O espaço para comentários, serão somente para comentários.

Pergunta via e-mail:

Bispo, gostaria de saber qual é a diferença entre ser batizado com o Espírito Santo, ter um encontro com Deus e nascer de Deus. Oriente-me, por favor. As três coisas são diferentes?

Jessica

Resposta:

O encontro com Deus e o novo nascimento são a mesma coisa. Quando você tem um encontro verdadeiro com o Senhor Jesus, nasce de novo e se torna uma nova criatura com as mesmas características de Deus. Já o batismo com o Espírito Santo é o revestimento de poder  para testificar sobre Deus nesse mundo. Quando o Senhor Jesus apareceu para os Seus discípulos depois da sua ressurreição, Ele soprou o Seu Espírito neles e ali eles nasceram de Deus. Somente depois é que eles foram batizados com o Espírito Santo, no Dia de Pentecostes.

Fique com Deus!

Palavra Amiga
Idiomas
Nada a Perder 3
Pesquise outros posts
Clique em curtir e seja um Fã no Facebook
Assine nossa newsletter!
Cadastre-se e receba diariamente todas as novidades do blog:
* obrigatório
Universal.org
Siga-me no Twitter
Canais Oficiais
Ganhe almas! Divulgue no seu site
 
O pão nosso para 365 dias
arcacenter.com.br
Últimos Comentários
www.bispomacedo.com.br - © Copyright 2014 - Blog do Bispo Edir Macedo