"Não escolhemos vir ao mundo, mas temos o direito de escolher onde viver a eternidade."

Author Archives: Bispo Edir Macedo

About Bispo Edir Macedo

Fundador da Igreja Universal do Reino de Deus, casado com Ester Bezerra há 41 anos. Escritor com mais de 10 milhões de livros vendidos, divididos em 34 títulos. Possui doutorado em Teologia, Filosofia Cristã e Honoris Causa em Divindade, além do mestrado em Ciências Teológicas na Federación Evangélica Española de Entidades Religiosas.
18
set2009

Mais uma das Organizações Globo

Mais uma das Organizações Globo - I
Leia:
Pergunta: Essa semana vamos publicar uma reportagem de um rapaz que se diz ex-pastor da Igreja Universal em Nova York. O nome dele é Gustavo Rocha.
Em dado momento da entrevista ele me disse que salários de artistas e jornalistas da Rede Record eram pagos com dinheiro sacado das contas da Igreja Universal e que por vezes esse pagamento era feito em dinheiro. Gustavo disse também que a montagem do estúdio da Rede Record em Nova York só foi possível porque a Igreja Universal em Nova York fez uma campanha junto aos fiéis para levantar US$ 1 milhão necessários para as instalações. Segundo ele as negociações aconteciam entre o
Bispo Edir Macedo e o Bispo Honorilton
Gonçalves.
Gostaria de saber se essas informações são verdadeiras e se a direção da emissora gostaria de dar uma resposta sobre o assunto.
A reportagem será fechada amanhã, às 13 horas.
Fico aguardando seu retorno.
Um abraço e
obrigada,
Mariana Sanches
Repórter - Revista Época - Editora Globo
Resposta:
.Em resposta ao seu pedido temos a esclarecer:
“ Todos os salários dos funcionários da Rede Record são pagos pela emissora em conta
corrente dos beneficiários.“
“As instalações de Nova York fazem parte dos investimentos da Rede Record e todos
esses investimentos são pagos pela emissora com recursos próprios.”
”A Record é a rede de televisão que mais cresceu nos últimos anos sendo, atualmente, a
vice-lider inconteste em audiência e faturamento e busca ser a primeira”
As respostas inclusive já estão à disposição no Blog do Sr. Edir Macedo, ´sócio
majoritário desta empresa e citado no texto.

Mais uma das Organizações Globo - I

E-mail enviado por reporter das Organizações Globo à TV Record :

Essa semana vamos publicar uma reportagem de um rapaz que se diz ex-pastor da Igreja Universal em Nova York. O nome dele é Gustavo Rocha.

Em dado momento da entrevista ele me disse que salários de artistas e jornalistas da Rede Record eram pagos com dinheiro sacado das contas da Igreja Universal e que por vezes esse pagamento era feito em dinheiro. Gustavo disse também que a montagem do estúdio da Rede Record em Nova York só foi possível porque a Igreja Universal em Nova York fez uma campanha junto aos fiéis para levantar US$ 1 milhão necessários para as instalações. Segundo ele as negociações aconteciam entre o

Bispo Edir Macedo e o Bispo Honorilton Gonçalves.

- Gostaria de saber se essas informações são verdadeiras e se a direção da emissora gostaria de dar uma resposta sobre o assunto.

- A reportagem será fechada amanhã, às 13 horas.

- Fico aguardando seu retorno.

Um abraço e  obrigada,

Mariana Sanches
Repórter - Revista Época - Editora Globo

Resposta da Tv Record:

Em resposta ao seu pedido temos a esclarecer:

- Todos os salários dos funcionários da Rede Record são pagos pela emissora em conta corrente dos beneficiários.

- As instalações de Nova York fazem parte dos investimentos da Rede Record e todos esses investimentos são pagos pela emissora com recursos próprios.

- A Record é a rede de televisão que mais cresceu nos últimos anos sendo, atualmente, a vice-lider inconteste em audiência e faturamento e busca ser a primeira.

Celso Teixeira
Assessoria de Imprensa
Rede Record


Mais uma das Organizações Globo - II

Leia as perguntas feitas por Mariana Sanches, repórter da revista Época - Editora Globo, à Igreja Universal do Reino de Deus, com suas respectivas respostas:


1- A Igreja Universal confirma os vínculos e contatos com Gustavo Alves da Rocha?

R: O Gustavo Alves da Rocha foi pastor da Igreja Universal. Ele foi desligado da obra por motivos de prática de conduta contrária aos bons costumes e a moral, que não condizem com a vocação de pastor.

2- Gustavo afirma que o Bispo Edir Macedo instrui seus pastores a fazerem vasectomia, mesmo aqueles que são jovens e sem filhos. É verdade?

R: Em hipótese alguma há qualquer orientação neste sentido, até mesmo porque há inúmeros pastores que têm filhos recém-nascidos, ou seja, não fizeram vasectomia, consequentemente, não tem como se falar que eles são orientados ou obrigados a fazerem vasectomia. Isto é uma livre escolha da própria pessoa e, especialmente,  do casal.

Para espancar esta mentira, sugerimos que vocês entrevistem outros pastores que têm filhos biológicos, pois não optaram pela vasectomia, vez que então desmistificará estas inverdades faladas por Gustavo Alves da Rocha.

Contudo, este Gustavo, por opção sua e de sua esposa, à época, fizeram vasectomia nos EUA. Inclusive a cirurgia não foi bem-sucedida, de modo que o mesmo processou o médico e o hospital, ganhando uma indenização de cerca de USS 70.000,00. Mas, isto ele não comenta, pois não lhe convém.

3- Gustavo disse que morou por três anos na casa de Edir Macedo em Nova York. É verdade?

R: Jamais morou na residência do Bispo Edir Macedo.

4- Gustavo afirma que, como pastor da igreja em Nova York, chegou a trabalhar como motorista para a Record, buscando no aeroporto funcionários da emissora, como Adriane Galisteu e Paulo Henrique Amorim. É verdade?

R: Não, é mais uma mentira e a Rede Record tem seu quadro próprio de funcionários, entre eles motoristas. E os pastores da Universal exercem sua vocação somente na Igreja Universal.

5- Gustavo afirma que os bispos Clodomir Santos e Romualdo Panceiro costumavam trocar dólares em São Paulo para o Bispo Macedo, e que eram os responsáveis por transferir dinheiro das contas da Igreja Universal para a da Rede Record. É verdade?

R: É a mentira mais deslavada que já se ouviu. Pois a Igreja Universal, seus bispos e pastores fazem tudo dentro da maior legalidade.

Com relação à IURD e à Rede Record, o único vínculo existente entre elas é o comercial, por conta da locação de espaço televisivo, o que é devidamente pago e contabillizado por ambas as pessoas jurídicas, não tendo que se falar em qualquer ilicitude neta relação jurídica.

6- Gustavo afirma que o Bispo Edir Macedo e o Bispo Honorilton Gonçalves frequentemente conversavam por rádio sobre os investimentos na Record. Segundo Gustavo, em 2003, foi feita uma campanha das Muralhas de Jericó para arrecadar US$ 1 milhão necessários para a compra de aparelhos para o estúdio da Record em Nova York. É verdade?

R: Totalmente inverídico, como já foi dito - Record e Igreja Universal são  pessoas jurídicas distintas. O único vínculo que as une é comercial, pois a IURD compra espaços em sua grade de programação.  E qualquer outra informação sobre a Rede Record deve ser solicitada diretamente a ela.

7- Gustavo afirma que foi instruído pelo bispo Edir Macedo em estratégias para ludibriar os fiéis. Em uma delas, comprava no supermercado óleo de cozinha e dizia aos fiéis que era o azeite abençoado da Terra Santa. É verdade?

R: A Igreja Universal não trabalha com estratégias e sim com fé. A Bíblia é o seu alicerce. A IURD tem seu ritual litúrgico e dentro dele existem as simbologias, entre as quais está inserido o azeite, que uma vez consagrado é distribuído aos fiéis.

8- Gustavo afirma que passou 15 dias na casa do Bispo João Batista em 2001, logo depois de se casar com a empregada doméstica do Bispo Edir Macedo, Jacira Aparecida da Silva. Diz que foi João Batista quem pagou a cerimônia de casamento e a viagem de lua-de-mel para Poços de Caldas. Gustavo disse que João Batista costumava trocar dólares para o Bispo Macedo em São Paulo.

R: A senhora Jacira Aparecida da Silva nunca foi empregada do Bispo Edir Macedo.

O Bispo João Batista Ramos da Silva jamais pagou qualquer viagem de lua-de-mel ou o casamento do Gustavo Alves da Rocha.

Não existe nenhuma conduta ilícita praticada pelos pastores ou bispos da Igreja Universal, remetendo-se a resposta de número 5.

9- Gustavo diz que foi constrangido pelo bispo Edir Macedo a se casar com Jacira. É verdade?

R: Ninguém se casa forçado. E, sim, por amor. Como dito anteriormente, a senhora Jacira nunca trabalhou para o Bispo Edir Macedo.

10- Gustavo afirma que, de volta ao Brasil, foi procurado pelo Bispo Delmar Macedo em duas ocasiões em 2004, logo depois de iniciar um processo contra a Igreja. Diz que o Bispo Delmar recomendou que ele retirasse o processo senão seria prejudicado. Isso aconteceu?

R: Nunca a Igreja Universal foi processada por Gustavo Alves da Rocha.


Cinthia Meibach
Assessoria de Imprensa
Igreja Universal do Reino de Deus

16
set2009

Nome de Deus – Parte I

Deus não revelou Seu Nome quando chamou Abraão. Apenas o mandou deixar sua terra, sua parentela e a casa de seus pais para ir para uma terra distante. A obediência incondicional de Abraão deu origem a uma parceria que, mais tarde, viria estabelecer o referencial do Único e Verdadeiro Deus: o Deus de Abraão.
Na chamada de Moisés não houve as mesmas características da de Abraão. Ele resistiu à convocação. E um dos pretextos foi querer saber o Nome de Deus. Mas o Senhor Se identificou dizendo: Eu Sou o que Sou. Isto é, Ele não revelou Seu Nome. Essa frase O identifica como Autoexistente, Eterno.
No manuscrito original, a frase Eu Sou o que Sou é chamada de tetragramatom – palavra formada pelo grupo de quatro consoantes: YHWH, no hebraico e JHVH, na língua portuguesa.
Diante da impossibilidade de se pronunciar tal Nome, no quinto ou sexto século depois de Cristo, um monge católico acrescentou as vogais e, o, a. E, desde então, JHVH tornou-se Jeová. O mesmo se deu em relação à língua hebraica: Javeh. Tal mudança removeu o sentido original e fez nascer o nome de mais um deus – Verdadeira heresia, do ponto de vista da minha fé. Recuso-me a aceitá-los.
Mas o fato é que até o nascimento de Jesus nenhum patriarca, profeta ou líder espiritual de Israel, por mais santo e íntimo de Deus, recebeu a revelação do Nome de Deus. Nem mesmo Noé, Jó ou Daniel! (Ezequiel 14:14, 20)

blog16092009

Deus não revelou Seu Nome quando chamou Abraão. Apenas o mandou deixar sua terra, sua parentela e a casa de seus pais para ir para uma terra distante. A obediência incondicional de Abraão deu origem a uma parceria que, mais tarde, viria estabelecer o referencial do Único e Verdadeiro Deus: o Deus de Abraão.

Na chamada de Moisés não houve as mesmas características da de Abraão. Ele resistiu à convocação. E um dos pretextos foi querer saber o Nome de Deus. Mas o Senhor Se identificou dizendo: Eu Sou o que Sou. Isto é, Ele não revelou Seu Nome. Essa frase O identifica como Autoexistente, Eterno.

No manuscrito original, a frase Eu Sou o que Sou é chamada de tetragramatom – palavra formada pelo grupo de quatro consoantes: YHWH, no hebraico e JHVH, na língua portuguesa.

Diante da impossibilidade de se pronunciar tal Nome, no quinto ou sexto século depois de Cristo, um monge católico acrescentou as vogais e, o, a. E, desde então, JHVH tornou-se Jeová. O mesmo se deu em relação à língua hebraica: Javeh. Tal mudança removeu o sentido original e fez nascer o nome de mais um deus – Verdadeira heresia, do ponto de vista da minha fé. Recuso-me a aceitá-los.

Mas o fato é que até o nascimento de Jesus nenhum patriarca, profeta ou líder espiritual de Israel, por mais santo e íntimo de Deus, recebeu a revelação do Nome de Deus. Nem mesmo Noé, Jó ou Daniel! (Ezequiel 14:14, 20)

15
set2009

O Tamanho das Coisas

13
set2009

Um Grito do Inferno

Dona Cristiane,

Tenho 19 anos e fazem três anos que me afastei da igreja. Sabe Dona Cristiane, me afastei com um pensamento de conhecer as coisas do mundo, pois desde pequena frequentava a IURD com minha mãe. Passado uns três meses em que saí da igreja, arrumei um namorado, o meu primeiro namorado e o meu primeiro homem. Desde esse dia minha vida já começou a mudar, comecei a beber, fumar, me prostituir com ele, e além da relação sexual ele me pedia para que eu me masturbasse para ele, e assim foi.

Meu relacionamento foi se desgastando e a única coisa que ele queria era sexo, enfim, esse namoro durou três meses e acabou, se é que pode se chamar isso de namoro.

Sabe Dona Cristiane, isso para mim foi uma grande decepção e em consequência desse sentimento comecei a beber mais do que o limite considerado “normal”. Comecei a fumar muito, e me prostituir com todos os meninos que fico. Não sei o que acontece comigo, posso estar com uma pessoa pela primeira vez que acaba rolando o sexo.

Quero voltar à prática das primeiras obras, voltar a evangelizar, orar, jejuar, enfim, fazer as coisas de DEUS. Mas, não consigo, não tenho forças, me sinto suja.

Tento ir a igreja às quartas feiras, às sextas e aos domingos, mas, parece que tem alguma coisa me impedindo. Não sei o que é, ou melhor, sei sim, sei que é um mal, mas, estou sem forças pra lutar contra ele.

Pelo amor de Deus me ajude e me passe alguns propósitos. Me ajude em oração, me dê uma palavra amiga, pois não sei mais o que fazer da minha vida. Tenho pensado em tirá-la...

Eu quero voltar ás prática das primeiras obras, mas não estou conseguindo, eu quero muito, muito mesmo, estou disposta a dar a minha vida pra isso.

Me desculpa o incômodo, mas, mesmo sem conhecê-la, senti em meu coração que poderia contar com a senhora.

Obrigada pela atenção!

D.M.

11
set2009

Pecado Imperdoável

O Senhor Jesus não disse que o pensar contra o Espírito Santo não tem perdão, mas que falar ou blasfemar contra Ele não tem perdão para sempre.    ( Mateus 12.32, Marcos 3.29 )
O que isso significa na prática?
Significa dizer que não há nenhuma chance de perdão para qualquer tipo de insulto contra a Pessoa do Espírito Santo.
Por quê?
Porque Ele é a Única Pessoa capaz de convencer a raça humana da necessidade de salvação da alma. Sem o Seu trabalho, não há como o ser humano entender isso.
É importante esse esclarecimento porque muitas vezes a mente humana é invadida por pensamentos sujos em relação a Deus. E, por conta disso, muitos têm desanimado da fé cristã por se considerarem irremediavelmente perdidos.
Não há por que se preocupar neste assunto, salvo o de cuidar para não falar o que é impróprio contra o Espírito de Deus.

blog11092009

O Senhor Jesus não disse que o pensar contra o Espírito Santo não tem perdão, mas que falar ou blasfemar contra Ele não tem perdão para sempre. (Mateus 12.32, Marcos 3.29)

O que isso significa na prática?

Significa dizer que não há nenhuma chance de perdão para qualquer tipo de insulto contra a Pessoa do Espírito Santo.

Por quê?

Porque Ele é a Única Pessoa capaz de convencer a raça humana da necessidade de salvação da alma. Sem o Seu trabalho, não há como o ser humano entender isso.

É importante esse esclarecimento porque muitas vezes a mente humana é invadida por pensamentos sujos em relação a Deus. E, por conta disso, muitos têm desanimado da fé cristã por se considerarem irremediavelmente perdidos.

Não há por que se preocupar neste assunto, salvo o de cuidar para não falar o que é impróprio contra o Espírito de Deus.

9
set2009

O Reino de Deus começa com fé e coragem

Em julho de 1992, com toda a minha família, parti para a Índia. Durante um mês, procuramos iniciar o trabalho da Igreja Universal; no entanto, não obtivemos êxito. Retornamos ao Brasil e, dessa vez, parti em direção à África, deixando minha família em São Paulo. Ainda no Brasil, eu contatei um pastor, de nome Chagas, já estabelecido em Johannesburgo, África do Sul, que se prontificou a me esperar no aeroporto.

Assim que desembarquei, nos encontramos, conversamos por alguns instantes e, logo em seguida, ele me deixou em um pequeno hotel, próximo ao aeroporto, chamado “Fórmula 1”, onde não havia restaurante, nada para comer. Andei pelas redondezas e nada encontrei. Um pequeno detalhe: eu não falava palavra alguma em inglês.

No dia seguinte, o pastor Chagas retornou e me levou até uma igreja em Bez Valley, onde, até algumas semanas antes, ele fazia cultos regularmente. Após me mostrar o lugar, as condições, os bancos e o som, ele me perguntou se eu gostaria de alugar o imóvel com tudo o que estava dentro e começar imediatamente o trabalho na África do Sul. Embora o local fosse pequeno, era bem organizado. Isso parecia um sonho para mim, pois eu havia acabado de chegar e tudo já estava pronto. Mesmo parecendo bom demais para ser verdade, aceitei imediatamente. Telefonei para o Bispo Macedo, que ficou bastante animado e prometeu-me enviar, nos próximos dias, um pastor norte-americano chamado David.

Untitled-2

Alguns dias depois, já com a família e com o pastor David, nós começamos a trabalhar. Então, descobri que o local onde a Igreja estava localizada parecia um verdadeiro deserto. Ninguém passava na rua e as pessoas, a maioria branca, não saíam de casa. Mesmo assim, começamos a evangelizar de porta em porta. Lembro de várias vezes ficarmos na porta da Igreja e, quando avistávamos uma pessoa ainda ao longe, nossa expectativa era que ela estava atendendo ao nosso convite. Porém, a maioria passava direto. Descobrimos, então, que o pastor Chagas havia desistido daquele lugar para trabalhar em La Rochelle, onde havia uma grande concentração de portugueses. Não nos abatemos. Continuamos o trabalho e, após algumas semanas, colocamos testemunhos com o endereço da Igreja em um jornal português. A partir daí, pessoas chegavam de todas as partes. Lembro-me de um domingo pela manhã quando um carro estacionou e nele estava o Dr. José Guerra e toda sua família, que, por sinal, permanecem na IURD de Maputo até hoje. Eles foram através do testemunho no jornal.

A Igreja em Bez Valley estava se desenvolvendo, já tínhamos reuniões com todos os lugares ocupados. Mas sabíamos que a África é um continente negro. Em uma ocasião, por convite do Dr. José Guerra, fomos a Maputo, em Moçambique. Era o maior cinema da cidade e lá realizamos uma Concentração de Fé para mais de 3 mil pessoas. Algo ficou marcado nessa reunião: no momento da oração, precisamos parar, pois parecia que a maioria estava manifestada com demônios. Para ajudar aquelas pessoas, só havia eu, um pastor e nossas respectivas esposas. Observei, então, que o Dr. Guerra estava gravando o culto. Imediatamente, virei para a câmera e fiz um apelo para que quem assistisse ao vídeo no Brasil fosse tocado para lutar em favor daquelas almas. O interessante é que até hoje eu encontro pastores, na época obreiros, que foram tocados e tomaram a decisão de servir a Deus naquele momento. Outro fato importante foi em relação ao dízimo. Os envelopes não foram suficientes e ninguém queria ir embora sem eles. Havia uma sede naquelas pessoas de fazer o que estava sendo ensinado.

soweto2Voltando à África do Sul, decidimos que trabalharíamos com os negros. Conversamos com o Pr. Chagas, o proprietário da nossa Igreja em Bez Valley. Falamos do nosso desejo de iniciar esse trabalho no Soweto. Para nossa surpresa, ele disse que isso seria a pior coisa que poderíamos fazer, que nem deveríamos pensar em ir para lá, o maior bairro negro do mundo. Segundo ele, tratava-se de um lugar sem lei, muito perigoso e que uma pessoa da igreja dele havia sido esfaqueada, simplesmente porque era branca. Recordo-me de que quando comentei isso com o Bispo Macedo, ouvi que estas palavras eram um grande sinal do que Deus queria fazer naquele lugar. Partimos para lá eu e o Pr. David (norte-americano, branco, louro de olhos claros). Daquele momento em diante, o Espírito Santo realmente abriu as portas. Imediatamente encontramos uma garagem de tratores e caminhões, a maior construção daquele local na época, que havia acabado de fechar. Alugamos o imóvel e, após algumas modificações, inauguramos a Igreja. O primeiro pastor foi o David, o norte-americano branco. Durante as reuniões, as pessoas admiradas alisavam os cabelos de Tody, filho dele. Aquela experiência era nova para elas: gente branca dentro do Soweto. O trabalho cresceu, as pessoas perceberam que a Igreja Universal era diferente, que estávamos ali realmente para ajudá-las e levá-las ao Reino de Deus. Hoje, no Soweto está a maior e mais bonita catedral do mundo.

parkstationO Pr. Chagas foi muito importante para o início da Igreja na África do Sul. Lembro-me de outra ocasião em que, atendendo a um convite, fomos à casa dele para um jantar. Comentamos que estávamos em negociação para alugar um imóvel em Joubert Park, no centro de Johannesburgo. Ele, que já estava na África havia muito tempo e conhecia muito bem a situação política e social, nos disse que, em breve, o país estaria em guerra e que Joubert Park era uma panela de pressão prestes a explodir. Disse também que se eu tivesse amor pela minha família, deveria fazer o mesmo que ele: arrumar tudo para ir embora. Entendi, então, que o jantar era de despedida. Dessa vez, não precisei ligar para o Bispo Macedo. Fomos em frente e inauguramos a Igreja. Esta enchia tanto que as paredes ficavam molhadas. Um dia, o Bispo Macedo, após uma reunião em uma de suas visitas à África, passou em frente a uma igreja Anglicana, que trabalhava só para os brancos, e ficou revoltado. Disse para Deus que não aceitava a multidão no calor do subsolo enquanto aquela construção em frente estava vazia. Aquilo era uma afronta para o povo de Deus. Compramos o local e construímos uma grande catedral para aproximadamente 2 mil pessoas, que hoje precisou ser demolida para a construção de uma catedral muito maior.

Bispo Gonçalves

8
set2009

E-mail de uma Internauta

Muitas vezes desconhecemos o poder de uma simples palavra. Mas Deus, com Sua compaixão imensa, levanta do pó o desvalido através de outras ex-desvalidas, mas sinceras.

Olá, Dona Cris

Esse título mudou a minha vida: "QUANDO NÃO SE TRATA DE FÉ". Um tempo atrás estava na parte debaixo da IURD que freqüento, esperando a reunião começar. Uma angústia apertava meu peito, estava passando por um momento muito difícil.

O que mais me entristecia era saber que eu fui a culpada por tudo que estava acontecendo. Mas não conseguia identificar onde começou o meu erro.

Subi as escadas, sentei-me no salão em frente ao altar e silenciosamente falei com Deus. Pedi a Ele que me mostrasse o porquê de estar passando por tudo aquilo.

Passados alguns minutos, levantei-me, peguei o Jornal Folha Universal e comecei a ler. Vi um título que dizia: "QUANDO NÃO SE TRATA DE FÉ".

Comecei a ler e tive a sensação de que aquela escritora estava sentada ao meu lado. Ela dizia no primeiro parágrafo: “...você fez algo errado, chora por causa disso, se desculpa, pensa em mudanças e então segue em frente...” Era exatamente assim que eu me sentia. Foi incrível!!

Antes de eu terminar de ler o artigo, Deus me fez ver que o meu erro foi ter feito amizades carnais dentro da Igreja. Deixei-me levar pelo que os meus olhos viam e deixei de escutar a voz de Deus dizendo: “Cuidado!!!”

Passei a ser julgada por coisas que não fiz, passaram a me pintar de um jeito que eu nunca fui e eu já não conseguia mais olhar as pessoas com olhos puros. Foi um momento muito difícil.

O único erro que eu cometi foi ter transferido para homens a confiança que eu deveria ter apenas no Senhor Jesus. Paguei um preço muito alto por isso.

Cheguei a essa conclusão em 5 minutos, o tempo exato que levei para ler o seu artigo. Renasci quando li a última frase que a senhora dizia: "converta-se mudando quem você é por dentro".

Me levantei, assisti à reunião e passei a me encontrar comigo mesma até dansuperar "a caverna escura que quanto mais longe eu entrava mais escura ficava".

Descobri naquele dia que amigo de verdade é aquele que Deus usa para acender a luz dentro da caverna com palavras sinceras.

Por isso, sempre brinco dizendo que minhas três melhores amigas chamam-se: Cristiane Macedo (irmã do meu esposo), Cristiane Lopes (esposa do meu irmão) e Cristiane Cardoso, que foi o canal que Deus usou para me salvar no momento mais difícil da minha Fé.

Obrigada.

Daniela Macedo
25 anos - casada
Salvador / BA

6
set2009

Qualidade de Vida

A qualidade de crença em Deus determina a qualidade de vida que se quer. Leia essa maravilhosa experiência, relatada por um autor anônimo.

blog06092009

Tínhamos uma aula de Fisiologia na escola de medicina logo após a semana da Pátria. Como a maioria dos alunos havia viajado, aproveitando o feriado prolongado, todos estavam ansiosos para contar as novidades aos colegas e a excitação era geral.

Um velho professor entrou na sala e imediatamente percebeu que iria ter trabalho para conseguir silêncio. Com grande dose de paciência tentou começar a aula, mas você acha que minha turma correspondeu? Que nada.

Com um certo constrangimento, o professor tornou a pedir silêncio educadamente. Não adiantou. Ignoramos a solicitação e continuamos firmes na conversa.

Foi aí que o velho professor perdeu a paciência e deu a maior bronca que eu já presenciei.

Veja o que ele falou: "Prestem atenção, porque eu vou falar isso uma única vez", disse, levantando a voz, e um silêncio carregado de culpa se instalou em toda a sala. O professor continuou: "Desde que comecei a lecionar – isso já faz muitos anos – descobri que nós, professores, trabalhamos apenas 5% dos alunos de uma turma. Em todos esses anos, observei que de cada cem alunos, apenas cinco são realmente aqueles que fazem alguma diferença no futuro; apenas cinco se tornam profissionais brilhantes e contribuem de forma significativa para melhorar a qualidade de vida das pessoas. Os outros 95% servem apenas para fazer volume; são medíocres e passam pela vida sem deixar nada de útil. O interessante é que esta porcentagem vale para todo o mundo. Se vocês prestarem atenção, notarão que de cem professores, apenas cinco são aqueles que fazem a diferença; de cem garçons, apenas cinco são excelentes; de cem motoristas de táxi, apenas cinco são verdadeiros profissionais; e podemos generalizar ainda mais: de cem pessoas, apenas cinco são verdadeiramente especiais. É uma pena muito grande não termos como separar estes 5% do resto, pois, se isso fosse possível, eu deixaria apenas os alunos especiais nesta sala e colocaria os demais para fora. Então, teria o silêncio necessário para dar uma boa aula e dormiria tranquilo, sabendo ter investido nos melhores. Mas, infelizmente não há como saber quais de vocês são estes alunos. Só o tempo é capaz de mostrar isso. Portanto, terei de me conformar e tentar dar uma aula para os alunos especiais, apesar da confusão que estará sendo feita pelo resto. Claro que cada um de vocês sempre pode escolher a qual grupo pertencerá. Obrigado pela atenção e vamos à aula de hoje."

Nem preciso dizer o silêncio que ficou na sala e o nível de atenção que o professor conseguiu após aquele discurso. Aliás, a bronca tocou fundo em todos nós, pois minha turma teve um comportamento exemplar em todas as aulas de Fisiologia durante todo o semestre. Afinal, quem gostaria de, espontaneamente, ser classificado como fazendo parte do resto?

Hoje, não me lembro muita coisa das aulas de Fisiologia, mas a bronca do professor eu nunca mais esqueci. Para mim, aquele professor foi um dos 5% que fizeram a diferença em minha vida. De fato, percebi que ele tinha razão e, desde então, tenho feito de tudo para ficar sempre no grupo dos 5%, mas, como ele disse, não há como saber se estamos indo bem ou não. Só o tempo dirá a que grupo pertencemos. Contudo, uma coisa é certa: se não tentarmos ser especiais em tudo que fazemos; se não tentarmos fazer tudo o melhor possível, seguramente sobraremos na turma do resto.

Assim também é no que diz respeito à fé na Palavra de Deus. Quem se esmera em moldar o caráter e conduta de acordo com ela, conquistará a vida de qualidade que ela promete.

Disse Jesus: Em verdade vos digo que ninguém há que tenha deixado casa, ou irmãos, ou irmãs, ou mãe, ou pai, ou filhos, ou campos por amor de mim e por amor do evangelho, que não receba, já no presente, o cêntuplo de casas, irmãos, irmãs, mães, filhos e campos, com perseguições; e, no mundo por vir, a vida eterna. ( Marcos 10.29-30 )

4
set2009

Casamento: Além do amor, compromisso da fé.

3
set2009

Obra de Deus

"Estive preso e me visitaste..."

Na última quarta-feira (02), cerca de 130 internos da Fundação Casa (antiga Febem) receberam convidados ilustres na unidade Topázio Brás, em São Paulo. A cantora Sula Miranda, o pastor Geraldo Vilhena, o pastor Antônio Nogueira, obreiros e voluntários, estiveram realizando este trabalho de reabilitação junto aos jovens.

O pastor Antônio fez uma oração pelos internos e os convidou a entregar suas vidas ao Senhor Jesus – com o intuito de começarem uma vida nova. Um dos pontos tocados na pregação foi a ideia de que, para ser um jovem de Deus, não é preciso ser “careta”, já que a pessoa pode desenvolver diversas atividades que a fazem bem, desde que sua consciência esteja focada em Deus.

Sula Miranda além de cantar, contou seu testemunho de vida, o que chamou a atenção dos jovens internos. O grupo Vozes, do Força Jovem Brasil, também contribuiu ao agitar a platéia. Foi uma tarde de muita alegria para todos, onde no final, foram servidos de bolo e refrigerantes.

O trabalho da Igreja Universal do Reino de Deus na Fundação Casa tem como objetivo levar os jovens e suas famílias a ter um maior contato com Deus. Com uma palavra de fé, os internos têm recebido uma direção para seu futuro. A iniciativa é realizada em todo o Estado de São Paulo e também no Brasil, com palestras e eventos que são realizados com a ajuda de voluntários da Igreja.

“Outras igrejas também vão lá, mas somente a Igreja Universal do Reino de Deus nunca falta, seja Natal ou feriado; e  essa seriedade já é reconhecida pelos funcionários do local”, afirmou Dr. Eunice, voluntária.

2
set2009

Fé Funcional

1
set2009

Para os Namorados…

A vida de uma pessoa não começa quando ela conquista uma profissão ou quando ela termina seus estudos, mas sim, quando ela se une a outra pessoa. Porém, o que é que nós temos visto nos dias de hoje?

Ouça a mensagem:

Palavra Amiga
Idiomas
Pesquise outros posts
Clique em curtir e seja um Fã no Facebook
Assine nossa newsletter!
Cadastre-se e receba diariamente todas as novidades do blog:
* obrigatório
Universal.org
Siga-me no Twitter
Canais Oficiais
Ganhe almas! Divulgue no seu site
 
O pão nosso para 365 dias
arcacenter.com.br
www.bispomacedo.com.br - © Copyright 2014 - Blog do Bispo Edir Macedo